Home Blog 5 pontos que você precisa analisar nos candidatos a franqueado

5 pontos que você precisa analisar nos candidatos a franqueado

03 set 2021

Além do aporte para investir na franquia, também é importante que o franqueado tenha um perfil que atenda os critérios da franqueadora

 

Para uma parceria ter sucesso no franchising, é necessário que tanto o franqueado quanto a franqueadora estejam muito bem alinhados, tenham os mesmos princípios e busquem objetivos semelhantes. 
 

Nesse sentido, cabe ao franqueador saber identificar o perfil do franqueado ideal. Essa nem sempre é uma tarefa fácil, mas é essencial para captar investidores que realmente tenham potencial de crescer junto com o seu negócio. 
 

A seguir, você confere os principais pontos que devem ser analisados ao selecionar candidatos. 
 

1. Liderança
 

Além do valor de investimento, é muito importante que o candidato a franqueado tenha um perfil de liderança para ser bem-sucedido ao gerenciar seus colaboradores e se relacionar com clientes.
 

O ideal é que essa identificação seja realizada por um profissional da área de recursos humanos - através de testes e de uma boa conversa - para entender se o interessado pode ser um líder que represente bem a sua marca. 
 

2. Disciplina  
 

A disciplina do empresário é uma das características mais importantes para uma franquia ter sucesso. Ela se desdobra em qualidades como resiliência, determinação e até organização. 
 

Como a nova unidade irá funcionar com as mesmas diretrizes do modelo de negócio já testado pela marca, é importante que o investidor saiba que ele precisa seguir alguns protocolos para manter a padronização e alcançar bons resultados. 
 

3. Experiências anteriores
 

É importante conversar com o candidato a franqueado sobre as metas dele no negócio, mas também é fundamental entender quais são as experiências anteriores, seja como empreendedor ou como profissional celetista. 
 

Além de descobrir conhecimentos técnicos que podem ajudar na gestão da franquia, perguntar sobre sua trajetória pessoal e profissional é uma forma de descobrir como ele costuma se comportar em situações positivas e negativas. 
 

4. Gerenciamento de crises
 

No gerenciamento de uma franquia há desafios que, mesmo contando com a equipe de suporte, os franqueados terão que enfrentar. 
 

Pensando nisso, cabe ao franqueador analisar se o candidato sabe lidar com as pressões do dia a dia, feedbacks dos clientes e até mesmo com crises do mercado.
 

Se for possível, contar com o auxílio de profissionais da psicologia neste momento fará com que a parceria com o investidor seja mais certeira. 
 

5. Compreensão de papéis 
 

O franchising é um universo bastante complexo e mesmo quem já tem experiência na administração de empresas pode ter dúvidas sobre o papel do franqueado e do franqueador. 
 

Essa confusão é bastante perigosa, já que um mal entendido no momento da negociação pode criar conflitos graves entre as partes e prejudicar seriamente a credibilidade do franqueador junto ao mercado.
 

Para evitar problemas, vale verificar se o interessado realmente compreende quais serão seus direitos e deveres e esclarecer qualquer dúvida que ele possa ter nesse sentido.  


Deixe um comentário

Comentários


Seja o primeiro a comentar.