Home Blog Como sua franquia deve lidar com as crises

Como sua franquia deve lidar com as crises

27 mar 2020

Franqueadoras devem assumir liderança e criar planos de ação para contornar momentos de dificuldades

Com o avanço do Coronavírus (COVID-19) no país, muitas redes de franquias se viram com dificuldades em criar planos de ação eficientes para contornar os efeitos da crise e amparar seus franqueados, clientes e funcionários.

De fato, é uma situação atípica e está claro que a pandemia trará consequências significativas para o franchising brasileiro.

Porém, mesmo em um cenário em que novas medidas e decretos são anunciados em um curto espaço de tempo, é primordial que as franquias tracem planos consistentes para assegurar sua sobrevivência depois da crise.

A seguir, enumeramos algumas medidas que a sua rede de franquias pode adotar para lidar com imprevistos de alto impacto como o Coronavírus.

Criar um comitê de crises

Algumas pessoas serão responsáveis por levantar, validar e implementar as ações, então o primeiro passo é criar um comitê de crises.

De acordo com Erick Vils, sócio-diretor do Solutto, o ideal para montar o comitê é ter uma equipe multidisciplinar composta por profissionais de diferentes níveis: “Decisões difíceis precisarão ser tomadas e em curto espaço de tempo. Portanto, nada mais óbvio do que chamar decisores, mas às vezes vale convidar alguns colaboradores mais maduros que possam trazer a visão do ‘chão de fábrica’ ou um olhar por outro ângulo”.

O ideal é que todos os membros do comitê de crises saibam lidar com decisões difíceis, tenham disponibilidade para participar de reuniões e ampliar os horários de trabalho, consigam visualizar cenários de curto e longo prazo e saibam avaliar os efeitos das medidas implementadas.

Projete diferentes cenários

Um dos trabalhos do comitê será projetar cenários diferentes. Para isso, eles devem se perguntar: além do que já foi identificado, o que mais pode acontecer?

Levantar hipóteses – tanto de melhoria quanto de piora – é fundamental para criar planos de forma antecipada e se preparar para o que virá pela frente.

No Solutto, Erick explica que a projeção é baseada em uma sequência de teorias, hipóteses, gatilhos e planos de ação.

As teorias são explicações bem fundamentadas, geralmente baseadas em uma repetição de fatos. As hipóteses são conjecturas sobre o que pode acontecer, baseado nas teorias. Os gatilhos representam o momento em que a ação deve ser aplicada. E os planos de ação são o passo a passo do que deve ser feito.

Por exemplo, as franquias de alimentação sabem que o isolamento social resultará em um número menor de pessoas nas ruas, isso é uma teoria. A hipótese é que mesmo número de pedidos no estilo “grab and go” possivelmente será reduzido porque o consumidor vai evitar ao máximo deixar sua residência.

O momento de atenção será quando o volume de pedidos nessa modalidade cair em 70%, isso é o gatilho. O plano de ação será implementar rapidamente a opção de delivery,  instruir os entregadores a manterem distância e oferecer descontos para quem fizer o pagamento online.

Manter a comunicação ativa

Em tempos de incerteza, é muito fácil que o pânico e a ansiedade tomem conta dos colaboradores e franqueados. E a melhor forma de combater esses sentimentos é munindo franqueados, funcionários e clientes de informação.

É por isso que cabe aos franqueadores se manter informados sobre as orientações da OMS e também sobre novos decretos e medidas que podem ser implementadas a qualquer momento pelos governos municipais, estaduais e federais.

Estar antenado com as novidades e repassar orientações claras, pontuais e de forma equilibrada é fundamental para ajudar os profissionais a manter a calma e lidar com a pandemia da melhor forma possível. Vils reforça: “É papel da liderança evitar que o desespero tome conta da situação”.

O Solutto centraliza e viabiliza uma comunicação instantânea, permitindo que franqueadores possam orientar os franqueados através de comunicados na extranet, e-mail, WhatsApp, SMS e outras ferramentas.

Além disso, a Universidade Corporativa do Solutto também pode ser usada para disponibilizar materiais, treinamentos e outras diretrizes para a rede de franquias através da internet.

Viabilizar o trabalho remoto

O isolamento social é a principal medida para evitar que o COVID-19 continue se espalhando pelo país. Pensando nisso, sempre que possível, o trabalho remoto é a melhor alternativa para garantir a segurança da sua rede, mas não deixar o trabalho estacionar.

O Solutto sempre contou com ferramentas que viabilizam o trabalho à distância, permitindo que a franqueadora tenha acesso a informações de qualquer uma de suas franquias, como: número de faturamento, situação do estoque e desempenho nos cursos de capacitação.

Em cenários como esses, o trabalho remoto não é só recomendável, mas fundamental.

Manter a gestão remota não significa não estar próximo dos franqueados e dos colaboradores. Como os módulos do Solutto centralizam os principais aspectos da administração de franquias em um mesmo ambiente, a gestão colaborativa pode acontecer à distância sem nenhum prejuízo para franqueadora, franqueado ou para o trabalho dos profissionais. 

Inovação em tempo recorde

Em menos de 10 dias desde o início da pandemia, a equipe de engenharia da Solutto conseguiu desenvolver e implantar um novo módulo no ERP para suportar videoconferências de forma gratuita para todos os usuários clientes da empresa.

Videoconferência Solutto ERP

Mais informações sobre o módulo de videoconferências, acesse esta postagem https://www.solutto.com.br/blog-solutto-disponibiliza-videoconferencia-para-clientes-gratuitamente


Deixe um comentário

Comentários


Seja o primeiro a comentar.