Home Blog Cultura data driven: o que é e como aplicar na sua franquia

Cultura data driven: o que é e como aplicar na sua franquia

02 mai 2022

Descubra porque tantas empresas têm tratado os dados como novos fatores decisivos em suas estratégias


 

A cultura data driven tem sido adotada em muitas empresas. Mas você sabe o que significa assumir uma postura data driven e qual o impacto disso no seu negócio? 
 

Data driven significa “orientado à dados”, ou seja, são os processos e rotinas que consideram a análise de informações, geralmente quantitativas, para as decisões e criação de estratégias. 
 

Sendo assim, ter uma cultura data driven quer dizer que a gestão da franqueadora está sempre norteada por dados, o que a torna mais assertiva e segura. 
 

O data driven pode ainda gerar muitas vantagens para as redes de franquias, como a possibilidade de prever crises (e suas soluções), a redução de custos, aperfeiçoamento de táticas de venda e expansão, otimização dos processos e aumento da produtividade, e muito mais! 

Passo a passo para aplicar a cultura data driven na sua franquia

Gostou das vantagens de transformar a análise de dados em um pilar do seu negócio? Confira abaixo os passos para implementar a cultura data driven na sua franqueadora. 

Identifique os indicadores e as metas 

Falar em dados pode ser um pouco subjetivo, afinal, grandes empresas trabalham diariamente com uma grande quantidade de informações. 
 

Por isso, uma boa forma de começar é entender o que é realmente importante para o seu negócio. E, nesse sentido, vale a pena fazer um exercício de metas e indicadores. 
 

Por exemplo. Acelerar a expansão é importante, certo? Então, sua meta pode ser vender 15% mais franquias do que no ano anterior, e o indicador será o número de negócios fechados. 
 

Ou seja, a meta é o objetivo que deve ser atingido, e o indicador é o dado que vai revelar se você está perto de alcançar sua meta ou não. 
 

Sabendo quais indicadores devem ser observados e criando metas tangíveis para sua empresa será mais fácil direcionar a sua análise de informações. 

Conte com bons softwares 

Quando o assunto são os dados, muitos franqueadores se assustam porque imaginam que a coleta, tratamento, seleção e análise será um processo manual e demorado. Mas a boa notícia é que tudo isso pode (e deve) ser feito por softwares.
 

Essas ferramentas são capazes de organizar os dados e transformá-los em informações que darão base às decisões da franquia. 
 

O modelo de software mais indicado para essa função é um ERP, que possui um sistema integrado de gestão empresarial. Ele armazena uma grande quantidade de informações da franquia e permite que elas sejam moduladas de forma a oferecer insights importantes. 
 

Com o uso dos dashboards e painéis de indicadores do Solutto, por exemplo, você pode descobrir quais são as unidades que estão se destacando, quais as principais dúvidas dos franqueados, que plataformas e estratégias são melhores para a conversão de leads, e muito mais. E o melhor: tudo sempre à vista! 

Implemente a cultura para todas as pessoas envolvidas na rede 

Para que funcione de fato, a cultura data driven deve ser repassada para todos os colaboradores da rede, não somente para a gestão. 
 

Para isso, uma boa ideia é preparar um treinamento para a equipe. Nesse momento, é importante apresentar o conceito de uma administração orientada a dados, mostrando quais os benefícios dessa novidade para a companhia e para otimizar o trabalho dos profissionais - que se tornará mais produtivo, assertivo e ágil. 
 

Além disso, é fundamental ter lembretes constantes da importância dos dados para a cultura organizacional, seja através de cases de sucesso compartilhados na intranet da franqueadora, ou de reciclagens sobre o assunto.  


Deixe um comentário

Comentários


Seja o primeiro a comentar.