SOFTWARES ESPECIALIZADOS EM FRANQUIAS
7
FEV
2012

Ecommerce brasileiro deve movimentar US$ 19 bi em 2012

WebSoftware comenta nesta matéria as tendências e o que não pode faltar num bom ecommerce. "Mesmo que sua empresa trabalhe sem estoque próprio, o prazo final de entrega não pode ser longo..."


O mercado de compras online do Brasil vai crescer dois dígitos em relação a 2011, apontaram dados divulgados pela eMarketer. A empresa prevê uma evolução de 21,9%, o que representa um acréscimo de US$ 19 bilhões em comparação ao ano passado. O estudo mostra ainda que a partir de 2013, o Brasil deve responder por mais da metade das vendas on-line na América Latina.

Celso Fortes, diretor de criação da agência web Novos Elementos atribui o crescimento do mercado ao bom momento da economia brasileira. Na opinião de Fortes, essa boa fase atraiu gigantes como Apple e Amazon. No entanto, o especialista em internet faz ressalvas quanto à atuação delas no país: “A Apple seguiu a tendência de grandes fabricantes e ainda não trouxe preços competitivos. No caso da Amazon, para que ela tenha sucesso no mercado brasileiro, ela precisa trazer sua gama de produtos, mas com baixo preço, assim como faz mundo afora”, diz.

Ainda assim, mesmo com a chegada de concorrentes internacionais, empresas brasileiras especializadas na criação de sites e sistemas, sentem que os empresários estão empolgados com o setor. Priscila Madeira, Gerente de Produtos da Vertigo Tecnologia e Pós Graduada em E-Commerce afirma que há um interesse de investir em novos portais ou na melhoria dos seus serviços. Esse avanço tem ajudado a melhorar a confiança nos sites, o que facilita as vendas: "O principal motivo para este movimento é o aumento da confiabilidade do consumidor brasileiro com as formas de pagamento online," afirma. 

Este é um ponto fundamental para Erick Vils, fundador da WebSoftware, que fornece soluções em tecnologia da informação para empresas do setor, concorda. Para Vils, o foco deve ser a satisfação do consumidor, oferecendo soluções na qualidade no serviço de entrega, algo considerado falho no setor: “Mesmo que sua empresa trabalhe sem estoque próprio, o prazo final de entrega não pode ser longo. A solução de software para o e-commerce precisa ser útil para a geração de vendas de forma imediata”, afirma.

 Fonte: http://www.investimentosenoticias.com.br/ultimas-noticias/tempo-real/ecommerce-brasileiro-deve-movimentar-uss-19-bi.html



Compartilhar


21 3005-0017 / 11 2626-7134
Facebook   twitter
Copyright 2000 - 2017